terça-feira, 21 de março de 2017

Poesia

( foto retirada da net)

Como é boa a poesia
Aquela que nos fala da amizade
A que nos acalenta a alma
Que nos sorri ao coração.
Que nos abençoa os anos,
Os percursos trilhados.
E que nos dá a força
Para mais caminhos.
E que nos dá a coragem
Para mais passagens.
Como é bom fazer história
Nas vidas que cruzamos
Pela estrada palmilhada de saudade.
Pelas pedrinhas reluzentes ao luar.
Pelas estrelinhas que contamos no céu.
Aos beijos escritos da juventude
Aos abraços dados no tempo certo
É assim… a vida na certeza
De uma harmonia de surpresa.


Helena Isabel

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Estrela



Quando o fim chega, dói.
Passa em filme
Na minha memória
Todos os momentos especiais.
O olhar antigo
O corpo envelhecido, pelos anos terrenos.
A curiosidade de menina eterna.
A vontade de tudo querer fazer.
Foi um privilégio conhecer.
Estou aqui...
Estarei o céu a olhar
Para mais uma estrela
Ver brilhar...

Helena Isabel 

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Saudade



Saudade de tanto
Saudade de pouco
De momentos
De ti
De mim.
Saudade da infância
Que não lembro.
Saudade dos sonhos 
Que me habitaram...
Sempre, sempre
Caminhando entre estrelas.
Sempre, sempre
Voando pelas nuvens.
O tempo escreve-me
Saudade.

Helena Isabel

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Finais de ano

Adoro finais de ano
Folhear mais uma página da vida. 
De um ano de aprendizagens 
De lições... Missões, 
A seguir vem uma rota 
De novos sonhos. 
O degelo que em breve começa
 A primavera que me traz a tua voz 
Adoro, amo... 
O início de um novo ciclo 
O ter à minha frente 
Tanto… tanto 
Recheios a concretizar 
Dias, semanas e meses 
Para idealizar 
De fronte da janela do meu coração 
Virada para o mar 

Helena Isabel




quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Asas de gaivota


Há dias difíceis...
dolorosos! 
Dias em que dói respirar 
Coloco o coração no mar.
Deixo -me ir...
Ganho asas de gaivota
E voo
Conquisto o céu
Minha tranquilidade.


Helena Isabel

domingo, 20 de novembro de 2016

Tempo de amar...

( Foto retirada da net)



Tempo de amar.
Amar enquanto é tempo
Esse tempo de amar.
O tempo no seu tempo
Num ritmo latente
O silêncio…ausente
De um tempo, por amar.

Helena Isabel